Borboleta Castanha

Fauna Terrestre - Artrópodes
Borboleta Castanha, Sátiro dos Açores - Pieris brassicae azorensis

Foto de Martin Gascoigne - Pees

Encontra-se em locais acima dos 400 a 500 metros de altitude, ricos em bacel do mato (Fesfuta jubata), incluindo as vertentes com forte ou fraca exposição ao sol e ventos dominantes, preferindo recantos abrigados. Surge em crateras e ravinas. Alimenta-se nas flores Tolpis azorica, queiró, urze, louro-dos-Açores, silva, uvas da serra e azevinho. O macho, de cor castanho-acinzentado, tem uma envergadura entre 40 a 47 milímetros, enquanto que o tamanho das fêmeas, de cor castanho-avermelhada, varia entre os 47 e 57 milímetros.

Família : Nymphalidae
Origem: Endémico dos Açores.
Ilhas dos Açores onde existe: Pico, Faial, S.Jorge e Terceira.
Condição da espécie: é uma espécie vulnerável de acordo com a avaliação da IUCN. A população apresenta a tendência para diminuir.
Estatuto de protecção: Espécie protegida nos Açores.

Fonte de informação: 
 "Guia Parque Natural do Pico" -  1ª Edição
Edição: Governo Regional dos Açores - Secretaria Regional do Ambiente e do Mar
Fonte da imagem: http://www.azoresbioportal.angra.uac.pt

Sem comentários:

Publicar um comentário