"Museu subaquático" dos Açores vai ter centros interpretativos em terra em 2017

Mil naufrágios documentados tornam o mar dos Açores num "museu subaquático", com "cápsulas do tempo" já visitáveis através de mergulho, mas que o Governo Regional quer potenciar, criando em 2017 centros interpretativos em terra.
“Estamos a encetar um processo de criação de centros interpretativos em terra, para que quem não mergulha possa usufruir na mesma dessas histórias de odisseias trágico-marítimas. Simultaneamente, apostamos em barcos com fundo de vidro”, afirmou à agência Lusa o arqueólogo da Direção Regional da Cultura, José Luís Neto.
O roteiro do património cultural subaquático nos Açores é, nos dias de hoje, composto por 25 parques arqueológicos subaquáticos visitáveis através do mergulho. O primeiro foi criado em 2005, na baía de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, local onde se conhece a presença de uma centena de naufrágios.
Actualmente, as visitas aos 25 parques arqueológicos subaquáticos são assistidas pelos mergulhadores dos clubes navais ou operadores marítimo-turísticos das diversas ilhas do arquipélago, que trabalham como guias, existindo também como auxílio pequenos documentários em vídeo sobre o que é possível descobrir dentro de água.

Entre os parques subaquáticos açorianos devidamente regulamentados está o 'Dori', próximo da cidade de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, o 'Caroline', na ilha do Pico, o 'Slavonia', na ilha das Flores, o 'Canarias', em Santa Maria, entre muitos outros.



Navio Dori




Fonte:http://www.acorianooriental.pt/noticia/museu-subaquatico-dos-acores-vai-ter-centros-interpretativos-em-terra-em-2017 / nosca-tula.blogspot.com

Sem comentários:

Publicar um comentário