Semana do Mar já é tradição




Desde 1975 que a Semana do Mar é Tradição na ilha do Faial.
Esta festa deu início nesse ano para receber uma regata que vinha do sul de Inglaterra. É sempre na primeira semana do mês de Agosto porque foi nessa altura que veio cá a Regata Inglesa, e desde então é sempre nessa altura, chamou-se semana do Mar porque dura uma semana e é ligada aos desportos náuticos.
Quem deu inicio a este festival náutico, que atualmente é o maior do país, foi o Clube Naval da Horta, e em 1975 houve vídeos, provas náuticas, regatas de remo, e vela, não só para os visitantes mas também para todas as pessoas que quisessem participar. As regatas de vela inicialmente, eram só com os iates que haviam cá, só posteriormente começaram a ter participantes doutras ilhas, continente e de outros países.
Como nessa altura a Marina da Horta ainda não tinha sido construída (foi em 1986) as embarcações estariam em frente à atual sede do CNH (construído em 1988), ou junto ao cais de embarque; e as festividades eram celebradas no cais velho (atual Marina) e junto à Praça do Infante.
Nessa altura já havia as tradicionais tasquinhas de comes e bebes, foi no ano de 2006 é que deram ao início do Festival Gastronómico, onde se encontram alguns restaurantes locais e vários restaurantes do continente português.
Em 1976 repetiram a festa devido ao sucesso que teve a primeira, e assim sucessivamente, mas tendo sempre crescido quer a nível cultural quer a nível tradicional.
Só em 1979 é que a Câmara Municipal da Horta começa a apoiar a Semana do Mar, e foi a partir dos anos 80 que grupos nacionais e alguns internacionais começaram a vir atuar nesta festa, que foi a primeira deste género nos Açores (não religiosa) e como já disse anteriormente é a maior Festa Náutica do País.
Atualmente a festa é gerida pela Comissão de Festas, junto com a Câmara e o Clube Naval da Horta.

Atualmente a festa está mais concentrada perto da atual Marina, sendo o palco principal na Avenida 25 de Abril, havendo nessa mesmo avenida o Festival Gastronómico, um palco dedicado às Chamarritas e Folclores (que conta não só com os locais e regionais, mas também com grupos de outros países), como outras “barracas” ou “tasquinhas” de comes e bebes, e como o trânsito é fechado nessa rua, podemos passear livremente pela mesma e disfrutar de varias atividades, como a animação de rua, com pessoas disfarçadas de animação infantil. Nos últimos anos dedicam um espaço às crianças, com insufláveis, jogos e algumas animações.

A foto é do cartaz deste ano.


Fonte da imagem: Câmara Municipal da Horta

Sem comentários:

Publicar um comentário