Farol mais antigo dos Açores é guardado e mantido por dois irmãos

Dois irmãos são os guardadores do mais antigo farol dos Açores, chamado Arnel e localizado no concelho de Nordeste, na ilha de São Miguel, infra-estrutura que uma vez por semana abre as portas para receber visitantes de graça.
"Este é o mais antigo farol dos Açores e, portanto, com esta idade toda tem muitas histórias ao longo da sua existência", declarou à agência Lusa Rui Melo, acrescentando que a construção do farol do Arnel teve início em 1870 e entrou em funcionamento seis anos depois.
Nos Açores, existe uma rede de 34 faróis e farolins "bem conservados" e dispersos por todas as ilhas, informou o capitão do porto de Ponta Delgada, Cruz Martins.
"Funcionou assim até 1954, ano em que foram instalados geradores. Só em 1991 chegou a iluminação pública", mencionou o faroleiro, acrescentando que, em todo o caso, é mantido um sistema alternativo no caso de a electricidade faltar.
Dos diversos acontecimentos que assinalam a história do farol do Arnel, Rui Melo destacou um ocorrido durante a I Guerra Mundial, envolvendo um submarino alemão e um navio de guerra português, em que seis sobreviventes lusos "guiaram-se pela luz do farol e vieram aqui ter".
Cruz Martins revelou que em 2014 os faróis nos Açores foram visitados por 3.074 pessoas e em 2015 por 4.672, ou seja, um acréscimo de 1.598 visitantes.

No Arnel cabe aos dois irmãos faroleiros guiar os visitantes, mostrar todos os recantos e contar a história do local, "um trabalho feito com gosto" paralelamente às obrigações diárias de protecção e manutenção do edifício, e revisão dos equipamentos elétricos.







Fonte: http://www.acorianooriental.pt/noticia/farol-mais-antigo-dos-acores-e-guardado-e-mantido-por-dois-irmaos

Sem comentários:

Publicar um comentário