Artur Goulart

Artur Goulart nasceu na vila das Velas, na ilha de São Jorge, a 12 de Abril de 1937.
Completou o curso de Teologia no Seminário de Angra, na ilha Terceira e licenciou-se em Arqueologia no Pontifício Istituto di Archeologia Cristiana, em Roma, Itália, tendo também concluído o Corso di Cultura sull’Arte Ravennate e Bizantine, da Universidade de Bolonha. Uns anos mais tarde, em Évora, fez o Curso Superior Livre de Estudos Árabes, tendo ainda frequentado cursos e seminários em Estudos Hispano-Árabes, Museologia e História da Arte.
Entre os anos 1962 e 1972, foi Professor no Seminário de Angra e, de 1968 a 1973, Chefe de redação do jornal ‘A União’. Trabalhou no Museu de Évora, primeiro como Técnico Superior e, de 1992 a 1999, como Diretor. 
Das suas inúmeras atividades destacam-se a inventariação do acervo artístico do Museu de Évora, bem como a investigação bibliográfica e o estudo de obras de arte e material arqueológico. Foi membro do secretariado científico da exposição «Triunfo do Barroco» da Europália 91, e também colaborador científico do Campo Arqueológico de Mértola e do Núcleo Visigótico do Museu de Beja. 
Tem apresentado comunicações em diversos congressos sobre Estudos Árabes em Portugal, atualmente publicadas em revistas como Arqueologia Medieval, Estudos Orientais, Portugal Islâmico e O Arqueólogo Português. Colabora em inúmeras iniciativas artísticas em Évora e tem também publicado na imprensa artigos relacionados com o património local. É autor do projeto museológico e responsável pela organização do Museu de Arte Sacra de Elvas de que é o atual Diretor. Desde março de 2002 é coordenador do Inventário do Património Artístico Móvel da Arquidiocese de Évora. Foi ainda o Comissário da Exposição «Tesouros de Arte e Devoção», bem como coordenador e autor de diversos textos do respetivo catálogo.
Como poeta, encontra-se representado em todas as antologias de poesia açoriana. Foi durante o seu período de chefia da redação do jornal ‘A União’, de Angra, que se publicou a página literária «Glacial», acontecimento marcante na cultura açoriana do final dos anos sessenta. 

Artur Goulart






Fonte: Onésimo Teotónio Almeida (Brevíssima Enciclopédia de Autores Açorianos)
http://www.rtp.pt/acores/comunidades/artur-goulart-de-melo-borges-homenageado-em-evora_40847

Sem comentários:

Publicar um comentário