Roteiro Gastronómico - Taste in Pico & Taste in Faial


No âmbito do projeto Enogastronomia - Competências e Inovação, do qual fazem parte os restaurantes locais e os produtores de vinhos, a ADELIAÇOR promove de 3 a 12 de Maio, na Ilha do Pico e na Ilha do Faial – um roteiro gastronómico - Taste In Pico e Taste In Faial. 

Trata-se de um roteiro gastronómico que tem como objetivo promover nos restaurantes aderentes uma nova dinâmica gastronómica que cative o público para novos conceitos e para a importância da valorização dos produtos regionais numa cozinha contemporânea e da importância da harmonização dos vinhos locais e dos pratos apresentados nos menus propostos.

Durante 10 dias, os 14 restaurantes aderentes da iniciativa, 9 na Ilha do Pico e 5 na ilha do Faial, apresentam menus criados a partir de um trabalho de consultoria realizado pela Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta Delgada.

O menu no valor de € 12,50 (bebidas não incluídas) é composto por uma entrada, prato de peixe ou prato de carne e sobremesa, que poderão ser acompanhados por vinhos locais certificados previamente selecionados.

O evento conta ainda com a colaboração de cinco Wine Partners - produtores de vinhos certificados que aderiram ao evento e cujos vinhos são apresentados como sugestões dos vários menus: Adega a Buraca, Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico, Curral Atlantis, Czar e Insula Vinus. 

A iniciativa Taste In Pico e Taste In Faial é co-financiada pelo PRORURAL em parceria com a Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta delgada.

Ementas "Taste in Pico":
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.447097838711357.1073741827.140442492710228&type=3


Ementas "Taste in Faial":
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.447477418673399.1073741828.140442492710228&type=3

Fonte: https://www.facebook.com/pages/ADELIA%C3%87OR/140442492710228

Caminhe pela Natureza a Limpar


No próximo dia 3 de Maio, terá inicio a actividade levada a cabo pelo Município de São Roque "Caminhe pela Natureza a Limpar". Esta iniciativa ocorrerá nos 3 primeiros sábados de Maio e no dia 1 de Junho e consiste em percorrer 4 trilhos pedestres a limpar.

Nota: As datas podem sofrer alterações devido às condições climatéricas

Fonte: Município de São Roque do Pico

“The Guardian” recomenda Santa Maria como um dos melhores destinos de praia para 2013



A Praia Formosa na ilha de Santa Maria Açores foi considerada uma das 20 melhores praias do mundo pelo jornal «The Guardian» no Reino Unido.
Além da referência à praia, o jornal enaltece ainda as «paisagens verdes» e «reservas naturais» da ilha e destaca que «multidões não são um problema neste pedacinho do arquipélago».
Fonte:http://java.lerportugues.net/equipa2/2013/01/17/the-guardian-recomenda-santa-maria-como-um-dos-mellhores-destinos-de-praia-para-2013/

Sailazores - Actividades de Vela



Pela sua localização no meio do Atlântico, os Açores são um importante porto de passagem para os veleiros que realizam a travessia atlântica, e embora a oferta seja ainda reduzida, já é possível recorrer a serviços para fazer passeios em veleiro ou alugar uma embarcação por diversos dias, com ou sem skiper.
A disponibilidade de marinas e a proximidade das cinco ilhas do Grupo Central dão aos Açores condições excelentes para a prática de Vela, permitindo explorar a experiência fascinante de navegar num veleiro no meio do Oceano Atlântico. 
Uma das empresas que lhe disponibiliza esses serviços é a Sailazores, empresa recentemente, criada em Setembro de 2010 em Velas, São Jorge, enquanto Operador marítimo-turístico na área do Aluguer de Veleiros , no contexto geográfico dos Açores, com incidência especial nas Ilhas do Grupo Central, onde estamos a operar intensamente desde Agosto de 2011, a partir das nossas Bases da Horta, Velas e Lajes do Pico, com 2 veleiros Dufour 375 Grand´Large de 2011 e um veleiro Dufour 405 Grand´Large de 2013.
À Vela de Ilha em Ilha (Islandhopping) é o lema da Sailazores e a visão desta empresa é constituírem-se como um parceiro relevante e consistente na área do turismo náutico nos Açores, em particular, com recurso a soluções conceptualmente inovadoras e operacionalmente eficazes, cujo único objectivo é a plena satisfação do Cliente em cada etapa do seu relacionamento. Apostam num leque variado de serviços: aluguer com e sem Skipper, entre meio-dia e uma semana, 100% adaptável às necessidades de cada Cliente; eventos empresariais e team-building.
A Sailazores entendeu adoptar e publicar uma Declaração de Compromisso com uma POLÍTICA DE ECOTURISMO SUSTENTÁVEL que abranja e integre todas os actos/actividades da empresa, no âmbito do normal desenvolvimento das suas actividades,quer porque as mesmas decorrem num âmbito de pleno gozo da natureza, quer porque desde sempre adoptaram e assumiram práticas de relacionamento sustentável, e ainda porque cada um dos promotores do projecto, enquanto cidadãos preocupados e responsáveis, assume a sustentabilidade como prática individual e empresarial.

Para mais informações sobre a Actividade e a Empresa, podem consultar em:



Vila da Calheta


Festival Ilha Branca

 


Já é conhecido o Cartaz do Festival Ilha Branca 2013, festival inserido nas Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres a decorrer em Agosto em Santa Cruz da Graciosa.
Na sexta-feira, dia 9 de Agosto, actuação do conjunto October Flight e o DJ Chadubritt.
No Sábado, dia 10 de Agosto, actuação de Nuno Barroso e Além Mar, DJ MassiveDrum e DJ James B.
Já no Domingo, dia 11, poderá ver a actuação dos conjuntos graciosenses Sonâmbulos e Kontrabanda. Neste dia ainda irão para o palco o DJ Diego Miranda e o DJ Del Karmo.
O Festival irá encerrar na segunda-feira, dia 12 de Agosto, com a actuação de Rouxinol Fadunxo - Marco Horácio e DJ Pedro F.




Fonte: http://www.rgraciosa.blogspot.pt/2013/04/ja-e-conhecido-o-cartaz-do-festival.html



É apreciador de D. Amélias?



Pois bem, agora que captei a sua atenção…e que o deixei a sonhar com aqueles bolos, preciosamente confeccionados com o aroma das especiarias, e o gosto exótico do mel de cana… aproveito para lhe apresentar as t-shirts que os Quiosques de Turismo ART têm disponíveis para si, e que irão por certo, polvilhar de açúcar o seu dia.



As t-shirts centram-se nestes “bolinhos de textura melada” e estão disponíveis nos modelos de Homem e Senhora.
Ao adquirir a sua t-shirt tem a oferta de um postal personalizado, onde pode encontrar uma breve descrição da origem desta delícia terceirense.

Benditos Pormenores



Madalena Costa (à direita) e Raquel Oliveira (à esquerda)
Benditos Pormenores é um projecto que começa agora a ganhar forma e a ter projecção nacional. Baseado em peças fabricadas à mão e com materiais pouco usuais, este projecto possui diversas peças muito apelativas visualmente.
Abaixo segue uma entrevista feita pelo Diário Insular às duas intervenientes no projecto, Madalena Costa e Raquel Oliveira.

A Benditos Pormenores Nasceu em 2012. Que projecto é este e como nasceu?
Na verdade, a marca Benditos Pormenores surgiu muito depois do projeto, que já conta com mais de 10 anos. Comecei a criar colares e outras peças desde criança, mas foi apenas quando fui estudar para Lisboa que as comecei a vender, primeiro a amigas, depois em feiras, e finalmente abri uma loja na minha ilha. Anos mais tarde, conheci a Kikas (Raquel Oliveira) e pouco tempo depois fomos para o Brasil. Durante esse ano, a Kikas e eu passámos a formar uma equipa, e assim surgiu a Benditos Pormenores.
Na Feitura das suas peças aposta nos materiais reciclados, dos botões às tampas de garrafa. Qual é a sua preocupação na elaboração dos trabalhos? Como é o seu processo criativo?
Atualmente a sustentabilidade ambiental é cada vez mais uma realidade que se impõe, por isso em cada peça aliamos a originalidade à consciência ecológica, transformando o desperdício em beleza, o velho no novo. O meu processo criativo é espontâneo. Apesar de fazer alguns esboços da peça, tendo a deixar a criatividade brotar momentaneamente. Mesmo quando recebemos encomendas, muito dificilmente prevejo como ficará a peça.
As peças fabricadas à mão e a partir de materiais reciclados podem ser consideradas de valor acrescentado? Porquê?
As peças artesanais, por si só, já têm um valor acrescentado, pois não são feitas em série e o tempo despendido em cada peça é, seguramente, acima do das peças fabricadas em série. A utilização de materiais reciclados, numa altura como esta poderá, sim, ser uma mais valia, contudo não creio que será esse o motivo para a peça ficar mais dispendiosa, mas sim o facto de ser feita artesanalmente. No nosso caso, para além das peças serem todas feitas à mão, acresce o facto de não haver peças repetidas. A certeza que o cliente tem de que a sua peça é única é relevante e por essa razão o valor é um pouco acima da média.
As suas peças já têm, inclusive, projecção nacional. Como é o vosso trabalho de promoção? É fácil fazê-lo a partir dos Açores?
Por vivermos na era da internet, estarmos nos Açores ou noutra parte qualquer do mundo, acaba por não fazer muita diferença. A nossa presença faz-se sentir, acima de tudo, através do Facebook. É o meio ideal para que as nossas clientes possam acompanhar as novidades, bem como para termos o seu feedback. A blogosfera tem também contribuído bastante para a nossa divulgação. No entanto, para termos a projeção nacional, que começamos a ter, temos que batalhar, entrar em contacto com as pessoas que achamos que têm o perfil ideal para promover as nossas peças, tais como as apresentadoras Diana Bouça-Nova e Inês Folque, a atriz Dânia Neto e a relações públicas Bárbara Taborda.
As peças da Benditos Pormenores são visualmente apelativas. Que tipo de cliente utiliza os seus trabalhos?
A Benditos Pormenores é para todos os tipos de mulher, sendo cada uma das suas peças para uma mulher em particular. As peças da Benditos Pormenores, são visualmente apelativas e diferentes, havendo simultaneamente um produto diversificado que abrange vários gostos e disposições. Há peças mais sóbrias e outras mais radicais e divertidas. Há peças simples e há peças extravagantes. Uma coisa todas têm em comum: a originalidade. Mesmo a peça mais simples tem um detalhe inesperado. Às vezes ficamos surpreendidas com as nossas clientes. Recentemente, houve uma senhora que pediu para fazermos uma peça para a sua mãe que fazia 60 anos. Deu-nos carta branca para arrojar, pois tratava-se uma senhora que normalmente extravasa nos acessórios. Criámos uma peça com cápsulas Nespresso, escamas de peixe e legos. Recebemos uma reação muito positiva, quer da cliente que encomendou a peça, quer da pessoa que a recebeu.
O chamado Artesanato Urbano começa agora a estar em voga na Terceira. Há mercado para este tipo de trabalhos? É uma boa aposta para futuros empreendedores?
Sendo este o nosso projeto, acreditamos que é uma boa aposta, claro. A nossa geração cresceu na era da produção em massa e numa cultura de desperdício. As pessoas começam a procurar peças de artesanato diferente. Todas as pessoas gostam de ter peças únicas e exclusivas e é exatamente assim que nós trabalhamos. Por outro lado, cada vez mais se vê pessoas a fazerem escolhas com base nos valores que têm. Se o mercado da energia e da alimentação se tem vindo a alinhar com o valor da preservação do ambiente, por que não o da moda também? É pelo facto da atenção dada a cada peça única e da associação aos valores que marcam a nossa geração, que o artesanato que criamos tem potencial. Por essa mesma razão, no início do próximo mês abriremos uma nova loja com mais três pessoas, em Angra do Heroísmo, chamada "o Atelier". Todavia, se nos cingirmos apenas ao mercado local, corremos o risco deste ficar saturado. Por isso não só procuramos alargar a nossa presença a todo o país, como tencionamos também alcançar o mercado internacional.

Fonte: Diário Insular

Banco D. João de Castro


O Banco D. João de Castro é uma área marinha classificada como geossítio dos Açores, sendo um monte submarino que se eleva a cerca de 1600 m dos fundos marinhos envolventes, constituído por escoadas lávicas e depósitos vulcanoclásticos submarinos. O seu topo encontra-se 12 m abaixo do nível do mar e corresponde a uma cratera com diâmetro de 450 m. 
O Banco D. João de Castro é sísmica e vulcanicamente muito ativo, com formas secundárias de vulcanismo muito evidentes que se traduzem em numerosas fumarolas e nascentes termais submarinas e num gradiante geotérmico muito elevado. Este vulcão ativo entrou em erupção em 1720  formando uma ilha efémera. 
Os fundos marinhos e as águas em torno do Banco D. João de Castro exibem uma grande biodiversidade, com cerca de 220 espécies identificadas e um índice de Margalef de 8,7. São comuns espécies como a patruça, o peixe-porco, a jamanta, a cavala-da-Índia e a bicuda. A macroflora dominante é constituída por um tapete de Sargassum sp. Esta riqueza biológica e a singularidade das formas de vulcanismo submarino que exibe justificaram que o Banco fosse designado como Sítio de Interesse Comunitário (com o código PTMIG0021) no âmbito da Directiva Habitats e integrado na Rede Natura 2000 da União Europeia.


Fontes: http://www.azoresgeopark.com/geoparque_acores/geossitios.php?id_geositio=56
http://pt.wikipedia.org/wiki/Banco_D._Jo%C3%A3o_de_Castro
http://www.youtube.com/watch?v=cUt-njQ5EOo

Porto das Velas em São Jorge contou com a visita do cruzeiro "Delphin"



No passado domingo, 21 de Abril de 2013, no porto das Velas da Ilha de São Jorge atracou o cruzeiro “Delphin”.

Este cruzeiro é operado pela alemã Passat Kreuzfahrten. Com 156 metros de comprimento, 22 metros de largura e 6,2 metros de calado, tem capacidade máxima para 474 turistas e 234 tripulantes. O navio comporta 7 decks para passageiros, com um total de 237 cabines, 128 das quais têm vista para o exterior e 109 são interiores.



Os passageiros do “Delphin” contaram com a participação da empresa de Animação Turística jorgense, DiscoverExperience Açores, que deu o seu contributo proporcionando a estes visitantes um leque variado de atividades.



Esta passagem do cruzeiro “Delphin”pelo arquipélago está inserida num cruzeiro que se iniciou no inicio do ano. Nos Açores este barco atracou na Horta,Velas,  Praia da Vitória e  passando igualmente por  Ponta Delgada.

Fonte Fotográfica: Discover experience Açores

Dia 25 de Abril – Dia da Liberdade



O Dia da Liberdade é comemorado em Portugal a 25 de Abril.

A data celebra a revolta dos militares que a 25 de Abril de 1974 levaram a cabo um golpe de Estado militar, pondo fim ao regime ditatorial do Estado Novo, liderado por António de Oliveira Salazar, que governava Portugal desde 1933.

O Movimento das Forças Armadas, composto por militares que haviam participado na Guerra Colonial e por estudantes universitários teve o apoio da população portuguesa, conseguindo a implantação do regime democrático e a instauração da nova Constituição a 25 de Abril de 1976.

Após a revolução foi criada a Junta de Salvação Nacional que nomeou António de Spínola como Presidente da República e Adelino da Palma Carlos como Primeiro-Ministro.
Os dois anos seguintes foram de grande agitação social, período que ficou conhecido por PREC (Processo Revolucionário em Curso).

Desta forma o dia 25 de Abril é conhecido como o Dia da Liberdade.


Fontes:


A Moda e o Cinema: "Coco Chanel e Igor Stravinski" no CCCAH


Hoje é projetado, pelas 21h00, no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, o filme Coco Chanel e Igor Stravinski,  que dá sequência ao ciclo de cinema A Moda e o Cinema, promovido pelo MAH, no âmbito do programa de dinamização da exposição Aparência e Quotidiano, patente até 19 de maio, na Sala Dacosta. A entrada é gratuita.


Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor


Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril, dia de São Jorge. 
Esta data foi escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S.Jorge (Saint Jordi) e recebem em troca, um livro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 1616, exactamente a 23 de Abril. Partilhar livros e flores, nesta primavera, é prolongar uma longa cadeia de alegria e cultura, de saber e paixão. 

Aqui ficam algumas citações de grandes escritores da história:

 - "A paixão aumenta em função dos obstáculos que se lhe opõe."
 - "É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada."
William Shakespeare
- “Quem perde seus bens perde muito; quem perde um amigo perde mais; mas quem perde a coragem perde tudo.”
           Miguel de Cervantes


- "O poeta é um fingidor, finge tão completamente...Que chega a fingir que é dor. A dor que deveras sente."
"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito."
      Fernando Pessoa

"Às armas e os barões assinalados, que da ocidental praia Lusitana, por mares nunca de antes navegados, passaram além da Trapobana, em perigos e guerras esforçadas, mais do que prometia a força humana, e entre a gente remota edificaram, novo reino que tanto sublimaram"
         Luis De Camões

Fonte: Instituto Português do Livro e das Bibliotecas



Cartão interjovem 2013



 Novo spot do Cartão Interjovem 2013:
O cartão interjovem insere-se numa iniciativa nos Açores que permite aos jovens dos 13 aos 30 anos viajarem de forma mais barata, podendo fazer desde Santa Maria ao Corvo com um custo baixo, sendo posteriormente pagos 7,50 € por viagem... Estando nós a entrar numa época de Verão, com múltiplas viagens em curso e encontramo-nos numa altura próxima de se poder adquirir que é a partir do dia 26 de Abril! Deixo aqui o link para que todos possam ter a informação útil e essencial para a aquisição do mesmo!
Com o cartão interjovem vais longe! Boas viagens!!!


Fontes:

http://www.riac.azores.gov.pt/riac/conteudos/servico/venda+do+cart%C3%A3o+interjovem.htm
http://www.cartaointerjovem.com
http://www.youtube.com/watch?v=L3jOYd8a7bk&feature=share