Festival Outono Vivo reforça feira do livro na Praia da Vitória

O festival Outono Vivo, que decorrerá do dia 28 de outubro até ao dia 13 de novembro, na Praia da Vitória, fortalece, este ano, o número de editoras e títulos na feira do livro e promove um maior contacto com escritores.
"Temos de promover e capacitar também a imagem externa do Outono Vivo, porque, internamente, nós sabemos que temos as maiores festas concelhias de verão e temos também o maior festival de inverno. Temos 17 dias dedicados à literatura", declarou hoje o presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, em conferência de imprensa.
Segundo o autarca, o festival que assinala a sua 11.ª edição, na Praia da Vitória, na ilha Terceira, tem cada vez mais visibilidade a nível nacional e um bom retorno por parte dos escritores, que qualificam a feira do livro como uma das melhores do país.
Este ano, estão previstas 15 apresentações de livros, uma mesa redonda com escritores e a deslocação de três autores a escolas e bibliotecas da ilha Terceira, participando nomes como Joel Neto, João de Melo, Rita Ferro, Fernando Alves, Nuno Camarneiro, Mário Zambujal, Daniel Sampaio e Nuno Caravela.
A feira do livro, organizada em parceria com uma papelaria do concelho, contará este ano com mais de 20 mil títulos e entre 50 a 60 mil livros, com descontos entre 15 a 30%, estando prevista a representação de entre 40 a 50 editoras.
"Temos cerca de mais 3.000 livros e cerca de mais 1.500 títulos do que no ano passado e preocupámo-nos em ter espaço de exposição para todos os livros", salientou o autarca, alegando que o crescente interesse das editoras é justificado pelos "bons números de vendas".
Para estimular a leitura entre os mais novos, a autarquia vai ceder 3.000 ‘vouchers' de um euro a alunos do 1.º ciclo que visitem a feira e 1.400 euros para que as bibliotecas escolares do concelho obtenham livros.
Além da literatura, o festival Outono Vivo agrega espetáculos musicais, de dança e teatro, assim como formações em fotografia e artes plásticas, atividades infanto-juvenis e animação para seniores.
Nos dias do festival, haverá ainda uma feira gastronómica em 14 restaurantes do concelho e concertos em seis cafés.
Para esta edição, está prevista uma formação gratuita para músicos e maestros de filarmónicas, limitado a 100 inscrições, da qual sairá uma banda, que encerrará o Outono Vivo.
O festival, orçado em 20 mil euros, presta homenagem a personalidades do concelho, como Vitorino Nemésio, Francisco Ornelas da Câmara e José Silvestre Ribeiro.
 
 




Fonte: http://www.acorianooriental.pt/noticia/festival-outono-vivo-reforca-feira-do-livro-na-praia-da-vitoria
 
 
Patrícia Machado

Sem comentários:

Publicar um comentário