Diretor Regional das Comunidades enaltece trabalho dos municípios brasileiros na preservação da Açorianidade






O Diretor Regional das Comunidades enalteceu, em Itajaí, no Estado de Santa Catarina, o trabalho dos municípios brasileiros no apoio à “manutenção e preservação da história e identidade das suas sociedades, fortemente enraizadas na Açorianidade”.

Paulo Teves, que falava segunda-feira no final de uma reunião com o Prefeito de Itajaí, Jandir Bellini, destacou a importância atribuída por este município “às raízes açorianas junto dos mais jovens, através do aprofundamento do conhecimento da presença dos Açorianos que, desde o século XVIII, faz parte integrante matriz identitária de Itajaí”, um município do litoral centro de Santa Catarina, com mais de 200 mil habitantes, que tem o maior Produto Interno Bruto ‘per capita’ deste estado brasileiro.

“Apraz-nos registar que tem havido, também ao nível municipal, um crescente interesse no incremento das relações entre as comunidades de açordescendentes e a Região”, afirmou o Diretor Regional, assegurando que “o Governo dos Açores está fortemente empenhado em manter este relacionamento e aprofundar áreas de intervenção”.

Para Paulo Teves, o trabalho desenvolvido, para além da dinamização da cultura, contribui para “a divulgação das nossas sociedades fora dos seus espaços territoriais”, de que é exemplo o apoio concedido pela edilidade de Itajaí à deslocação de alunos da Escola Básica Judith Duarte de Oliveira aos Açores, bem como a projetos audiovisuais que “abordam o património material e imaterial existente em inúmeros municípios do Estado de Santa Catarina”.

Nesta deslocação ao Brasil, o Diretor Regional encontrou-se com alunos, professores e direção desta escola, durante o qual foi apresentado um conjunto de atividades desenvolvidas sobre a presença açoriana no sul do Brasil.

Na ocasião, Paulo Teves reiterou a disponibilidade do Governo dos Açores para apoiar projetos que fomentem o relacionamento da Diáspora com os Açores, potenciem um maior conhecimento da realidade arquipelágica e valorizem as ações que aprofundam o “conhecimento dos jovens sobre a história do Povo Açoriano no mundo”.

No âmbito do projeto 'Intercâmbio Cultural: Viajando nas Asas do Conhecimento', realizado em parceria com a Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico e com o apoio da Direção Regional das Comunidades, um grupo de 22 alunos, professores e pais da Escola Básica Judith Duarte de Oliveira deslocou-se aos Açores em junho, visitando as ilhas do Pico, São Jorge e Faial.

Esta iniciativa integra o projeto escolar 'Resgatando Raízes', desenvolvido pelos professores desta escola de Itajaí, com a finalidade de iniciar o resgate e incentivar os estudantes a valorizarem as manifestações culturais de base açoriana.

“Após 260 anos da chegada dos Açorianos a este território, é indiscutível a presença da sua matriz identitária na música, na gastronomia, na arquitetura, no linguajar e em muitas outras áreas”, frisou Paulo Teves, acrescentando que é de grande importância a forma como a escola tem abordado a questão da Açorianidade, congregando alunos, famílias, instituições governamentais e associações culturais, permitindo, assim, uma “ação dinâmica e inclusiva”.

Fonte: http://www.azores.gov.pt


Ana Cabrita

Sem comentários:

Publicar um comentário