Tartaruga-boba/ Loggerhead seaturtle/ Caretta caretta





A Tartaruga-boba, de nome cientifico Caretta caretta, é a tartaruga mais comum nas águas açorianas.

A Tartaruga-boba apresenta uma carapaça coberta por placas bem diferenciadas, com cinco pares de placas laterais na região dorsal. A região dorsal da carapaça é acastanhada, a região ventral é amarelada e as barbatanas são curtas e grossas com duas unhas visíveis na margem anterior.

Os juvenis apresentam quilhas alongadas.

Alimentam-se principalmente de medusas na fase juvenil, mas na fase adulta prefere moluscos e pequenos crustáceos.

Passam a maior parte do tempo à superfície. Durante a fase juvenil oceânica podem mergulhar até aos 200 metros de profundidade e alimentam-se preferencialmente de medusas. Na fase adulta vivem em águas costeiras de pouca profundidade alimentando-se de crustáceos e moluscos junto ao fundo.

Este Réptil marinho que apresenta um complexo ciclo de vida, pode fazer migrações de milhares de quilómetros durante a fase juvenil. Espécie ameaçada da extinção devido a ameaças antropogénicas, nomeadamente a pesca e a poluição dos oceanos.


Podem atingir 130 cm de comprimento da carapaça. Na fase juvenil oceânica o comprimento máximo aproximado é de 70 cm.

Tem uma distribuição ampla ocorrendo em todos os mares quentes ou temperados. Os juvenis presentes nos Açores são na sua grande maioria oriundos de praias reprodutoras americanas. Estes animais circulam no sistema de correntes do Atlântico Norte até à maturidade, altura em regressam ao habitat nerítico da costa americana.






http://limiano.tumblr.com/


Carolina Simas

Sem comentários:

Publicar um comentário