Walk&Talk





15 a 31 de julho - Em São Miguel, o programa do Walk&Talk 2016 organiza-se como é habitual em torno do CIRCUITO DE ARTE PÚBLICA, que terá como focos a arquitetura e o design e será comissariado em parceria com o Mezzo Atelier, dirigido pelos arquitetos Giacomo Mezzadri e Joana Oliveira. Os trabalhos neste circuito já começaram há alguns meses e neste momento o coletivo italiano Orizzontale está a atuar no conhecido “Quarteirão de Ponta Delgada”, que se desenvolve entre a Rua Machado dos Santos e a Rua Guilherme Poças Falcão

As RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS, destinadas a estimular a investigação e o desenvolvimento de trabalhos temáticos em distintas disciplinas e media, já acolheram na área da música o compositor norte-americano Thurston Moore, nas áreas das artes visuais e performativas, o coletivo Musa Paradisíaca, formado por Eduardo Guerra (PT) e Miguel Ferrão (PT) e o projeto “Gentileza de um Gigante”, de Gustavo Ciríaco (BR), Ana Trincão (PT) e Tiago Barbosa (PT), cujos trabalhos têm apresentações agendadas durante o festival. No mês de julho decorrerão mais seis residências temáticas de Dança Contemporânea, Artesanato, Teatro, Fotografia, Design e Vídeo.

SIMULTÂNEAS designa a programação diária do festival, os múltiplos espaços e agentes que nesta participam com exposições, concertos e performances, onde estão assinalados a Galeria Fonseca Macedo, que antecede a abertura do festival com a inauguração no dia 14 de julho da exposição individual da artista Susana Mendes Silva (PT), a Galeria Municipal de Ponta Delgada, Teatro Micaelense, Miolo – Galeria, Arco 8, Louvre Micaelense, Arquipélago – CA e o 9500 CineClube. O ponto nevrálgico deste mapa será a Galeria Walk&Talk, um espaço que todos os anos se reinventa e transforma para alojar um auditório, ateliers habitados, um media center, uma loja e bar lounge, bem como a exposição coletiva de arte contemporânea que estará a cargo do curador Natxo Checa, diretor artístico da Galeria Zé dos Bois em Lisboa.

O PROGRAMA DE CONHECIMENTO promove atividades práticas e teóricas que tomam partido da presença dos criadores e peritos participantes no festival, como aulas abertas, masterclasses, workshops, conferências, laboratórios, oficinas e visitas guiadas. 

Até ao dia 12 de junho estão também abertas as candidaturas ao OPEN CALL TO PROJECTS, que irá eleger dois projetos de artistas de qualquer idade ou parte do globo, e ao OPEN CALL JOVENS CRIADORES, para a atribuição de duas bolsas de criação artística a criadores açorianos com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos. Os projetos selecionados serão desenvolvidos e apresentados no decorrer do Festival Walk&Talk 2016. As condições de participação e regulamentos dos OPEN CALL podem ser consultados através do seguinte link: OpenCall // For Projects e Jovens Criadores.


Ponta Delgada/São Miguel 





Fonte: http://agenda.acores2016.pt/Julho.html


Mónica Martins


Sem comentários:

Publicar um comentário