Lenda «Santo Cristo dominou o fogo»

Esta lenda data do início do século XVIII, mais propriamente no dia 1 de Fevereiro de 1718. 
Os habitantes da freguesia da Praia do Almoxarife andavam ocupados nos seus trabalhos. As mulheres estavam no arranjo da casa e da comida e os homens andavam no campo, a trabalhar a terra da qual tiravam o seu sustento.
Alguém, por acaso, olhou para o lado do Pico, em frente, do outro lado do canal e viu uma coisa horrível e inesperada: o lume rolava sobre o mar, em bocas-de-fogo abertas, em direção à Praia do Almoxarife. Tinha rebentado um vulcão no Pico, em Santa Luzia ou nas Bandeiras, e a lava fervente era tanta que se tinha espalhado pelo canal e ameaçava ir destruir as casas, terras e outros bens das pessoas daquela freguesia.
O povo da Praia do Almoxarife, muito crente em Santo Cristo, que sempre os tinha protegidos nas suas aflições, foi com muita fé buscar o crucifixo e levou-o para a beira-mar, junto à praia. Os homens que seguravam o crucifixo, desenharam com o Senhor uma cruz na areia e seguraram-no na vertical, de frente para as ondas de lume que avançavam sobre a água, aproximando-se a toda a força.
Então, o Cristo curvou-se como se estivesse a fazer uma vénia ou a mandar o lume afastar-se para trás. Perante os olhares pasmados das pessoas, o fogo obedeceu, começando a recuar e a sumir-se pelo mar abaixo.
A alegria foi comum pois estavam livres de perigo e a fé no seu Santo Cristo aumentou cada vez mais.

A partir dessa data, a Câmara da Horta prometeu fazer a festa da freguesia todos os anos, no dia 1 de Fevereiro, e não o esqueceu.

Fonte: http://www.lendarium.org/narrative/santo-cristo-dominou-o-fogo/

Vera madruga

Sem comentários:

Publicar um comentário