Arinto dos Açores Entre os Dez Vinhos Que Se Destacaram em 2016




Os vinhos portugueses podem continuar remetidos à secção “outros países” nas garrafeiras dos grandes centros de consumo mundiais, mas estão cada vez melhores.
Ao longo deste ano, o suplemento Fugas, do jornal Público, provou centenas de vinhos, na sua maioria, vinhos acabados de chegar ao mercado. Apesar de não ter provado tudo o que foi lançado este ano, o Fugas avaliou os suficientes para ficar com a certeza de que a qualidade geral do vinho português nunca foi tão alta.
O suplemento destaca que o Pico deu mais um passo na sua afirmação como um dos lugares mais promissores para vinhos brancos, incluindo nos dez melhores vinhos de 2016 o Arinto dos Açores By António Maçanita 2015, da Azores Wine Company.
“Um verdadeiro vinho de terroir e um branco com a beleza e a alma da ilha do Pico, de onde é proveniente. O branco de Terrantez que Maçanita e os seus sócios açorianos fazem pode ser mais original, mas este Arinto é mais tenso e seco ”refere o Fugas, acrescentando que “ quem conhece o Pico, consegue viajar até lá com este branco”


Fonte: Magazine Triangulo

Sem comentários:

Publicar um comentário