Projeto quer potenciar segmento de turismo de jardins nos Açores

Um projeto de investigação vai levar à criação de uma aplicação móvel para visitas aos jardins dos Açores e de uma página na Internet com o intuito de intensificar o segmento de turismo de jardins no nosso arquipélago.
“O que pretendemos é que haja uma possibilidade de investir mais nos jardins, para que seja um património reconhecido, suficientemente estimado e também possível de se transformar em produto turístico. Temos todas as potencialidades”, declarou Isabel Albergaria, investigadora responsável pelo projeto “Green Gardens Azores”, cuja entidade promotora é o Observatório de Turismo dos Açores (OTA), em colaboração com a Universidade dos Açores.
Este projeto, que agrega uma equipa pluridisciplinar, “visa também a conservação do património e vai ter a duração de três anos, com financiamentos de fundos estruturais e da região, nomeadamente da Direção Regional da Ciência e Tecnologia”, notificou a responsável.
Isabel Albergaria esclareceu que a ideia é "lançar as bases para potenciar o turismo de jardins" num arquipélago com um enorme potencial neste nicho de mercado e que pode ser uma mais-valia para combater a sazonalidade "muito característica" desta região.
A docente frisou que os jardins nos Açores apresentam várias particularidades, pois preservam "um sentido luxuriante", a presença de peças de água, como os lagos e tanques, árvores notáveis com um caráter monumental, um potencial ornamental com "uma flora subtropical essencialmente e muito centrada na Nova Zelândia e na Austrália, mas também do Extremo Oriente, do Japão e da China".
Segundo a docente da Universidade dos Açores, o projeto "já começou a recolher alguma informação para dar início às inventariações", que serão produzidas, inicialmente, num lote "relativamente reduzido" de jardins públicos e privados, na sua maioria em São Miguel, na Terceira e no Faial, mas podem ser desenvolvidas a mais espaços futuramente.
Este levantamento vai ocorrer sobre a botânica, equipamentos, a caracterização histórica destes espaços e dos solos, a fauna e avifauna, os levantamentos cartográficos e topográficos, as condições de acolhimento dos visitantes, referiu, defendendo que os Açores têm potencial para inteirarem redes internacionais de turismo de jardins.





Fonte:http://www.acorianooriental.pt/noticia/projeto-quer-potenciar-segmento-de-turismo-de-jardins-nos-acores
 
 
Patrícia Machado

Sem comentários:

Publicar um comentário